Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

30 de setembro de 2011

A Fúria da Zenimax

O pessoal do Rock, Paper Shotgun está incomodado com a pré-venda de Rage. Os felizardos que toparem pagar pelo jogo antes do lançamento terão acesso à exclusiva Double-Barred Shotgun. Eu já destilei minha fúria a respeito do conteúdo exclusivo no ano passado, então não adianta mais chorar sobre o leite derramado: a pulverização do conteúdo dos jogos é uma realidade inevitável e azar de quem tem orçamento limitado. Mas este é apenas mais um equívoco somado a tantos outros no lançamento de Rage.

Rage - Shotgun

A poderosa Zenimax não liberou acesso prévio ao jogo para a imprensa. Com o título chegando na próxima semana, consumidores estão sendo incentivados a fazer a pré-compra baseados apenas em um punhado de trailers e telas, sem nenhuma análise, balanceada ou não, a respeito do jogo. Tampouco haverá uma versão demo. Embora o título esteja sendo desenvolvido pela id software, seu primeiro jogo sete anos depois de Doom 3, quem deu a má notícia sobre a versão demo em Janeiro foi Pete Hines, da Bethesda (negrito por conta da casa): "Isto é algo que nós sempre procuramos para cada jogo e nós fazemos quando possível e quando apropriado. Mas, para ser completamente honesto, do ponto de vista técnico, nem sempre é possível. Eu não vejo um demo para Rage a caminho". A despeito da declaração de Hines, não existe tampouco versões demo para Fallout 3, Fallout: New Vegas, Brink, Wet, Hunted: The Demon's Forge, The Elder Scrolls IV: Oblivion ou qualquer outra coisa publicada pela Bethesda/Zenimax nos últimos dez anos. Em 2009, Todd Hollenshead, chefão da id software, comentou que o jogo teria demo. Aliás, como todos os jogos da id software, até agora.

Doom (Em 10 de Dezembro de 1993, o servidor de FTP da id software ficou congestionado de visitantes ansiosos para baixar o demo anunciado do primeiro Doom. A situação foi ridícula, porque o excesso de usuários impedia que Jay Wilbur, da id software, conseguisse conexão para subir o arquivo do jogo. Havia centenas, talvez milhares de jogadores simultâneos esperando o demo aparecer na listagem de arquivos. Wilbur telefonou para o administrador do servidor, que imediatamente liberou uma vaga. No espaço de tempo em que Wilbur desligou o telefone, a vaga já tinha sido ocupada por outro usuário. Nova ligação e o administrador liberou dez vagas. Wilbur tentou de novo e de novo o servidor estava cheio. Através da Usenet se espalhou a notícia de que o jogo não iria aparecer enquanto as pessoas não se desconectassem. Lentamente, muito lentamente, o servidor foi sendo desocupado. Quando Wilbur finalmente conseguiu se conectar e começou a subir o jogo, os jogadores começara a baixá-lo antes mesmo de Wilbur terminar. Anos depois, o demo de Doom II seria baixado dez milhões de vezes no lançamento.)

Em 2009, a Zenimax adquiriu a id software. Entre as estratégias comerciais implantadas pelo gigante corporativo está claramente o fim da divulgação de versões demo. Também foi declarada guerra ao mercado de usados, com conteúdo de Rage bloqueado para quem não comprar uma cópia nova. A comercialização de licenças de uso das engines gráficas, uma das grandes fontes de renda da id software durante a década passada, também foi alterada. Os interessados em utilizar a poderosa id tech 5 deverão obrigatoriamente publicar seus títulos sob a bandeira da Zenimax.

A César o que é de César

Mas o que é a Zenimax? O que é Bethesda? O que é id software? Ainda que em dias de promoção no Steam tudo pareça ser a mesma coisa, há de se separar o joio do trigo.

Os limites entre Zenimax e Bethesda são meramente jurídicos. A Zenimax Media foi criadas nos Estados Unidos em 1999 por dois dos fundadores da Bethesda, Christopher Weaver e Robert A. Altman. Na prática, a Bethesda segue como desenvolvedora e publicadora de jogos, mas o braço empresarial e financeiro atende pelo nome de Zenimax. Pode-se dizer também que Bethesda é o lado público da Zenimax, em contrapartida aos engravatados do alto escalão.

Ainda que diversos títulos tenham saído com o nome Bethesda impresso em letras garrafais em sua publicidade, a granda maioria deles não compartilha do padrão de qualidade da franquia Elder Scrolls e foi desenvolvida por estúdios terceirizados ou subsidiárias da gigante Zenimax, como se tornou a id software. É um caso muito parecido com o que acontece com a Valve. Nestas horas é melhor não confundir a criadora de Elder Scrolls III: Morrowind e Fallout 3 com a desenvolvedora de um Wet, digamos assim.

Hunted - Não foi desenvolvido pela Bethesda! De 2000 para cá, a equipe de desenvolvimento da Bethesda só pode ser responsabilizada por Morrowind, Oblivion e Fallout 3. Vejamos os outros:

  • Call of Cthulhu: Dark Corners of the Earth: Desenvolvido pela Headfirst Productions, que faliu após problemas com a Bethesda em relação às finanças.
  • Star Trek: Legacy: Desenvolvido pela Mad Doc Software, que foi comprada pela Rockstar e transformada em Rockstar New England.
  • Wet: Desenvolvido pela Artificial Mind and Movement, que se transformou na Behaviour Interactive.
  • Brink: Desenvolvido pela Splash Damage, que já havia trabalhando anteriormente com a id software.
  • Fallout: New Vegas: Desenvolvido pela Obsidian.
  • Hunted: The Demon's Forge: Desenvolvido pela inXile Entertainment.
  • Rogue Warrior: Desenvolvido pela Rebellion.

E mesmo os próximos e aguardados lançamentos, alardeados como produtos da Bethesda, na verdade estão sendo desenvolvidos por outros. Além de Rage, temos Prey 2, que está nas mãos da Human Head Studios e Dishonored, ao encargo da Arkane Studios.

Gradualmente a Zenimax vai consolidando o nome da Bethesda em uma marca a ser reconhecida pelo grande público, removendo aquela imagem de desenvolvedora de RPGs de mundo aberto.

Que outras mudanças a Zenimax planeja para os títulos e empresas em seu portifólio de produtora, é algo que apenas o futuro pode dizer. Será mesmo? O sempre polêmico John Romero, ex-funcionário da id software, pode ter tido seu dia de profeta, logo após o anúncio da compra da id pela Zenimax. Em suas próprias palavras: "ZENIMAX??????? Revoltante."

Ouvindo: Velvet Acid Christ - Velvet Pill (Jagged Scar Mix)
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

9 comentários:

Eder RM disse...

Boa análise da situação. Apesar de congratular enormemente a Bethesda por ter contratado a Obsidian para desenvolver a "versão Obsidian" do Fallout do novo milênio (que, por sinal, acho um game fabuloso), nunca fui muito om a cara da Bethesda, em função de certas decisões de design do Todd Howard e de várias entrevistas com o Pete Hines que simplesmente detestei. Ele tem uma "visão" sobre a indúsria dos games que não passam nem perto da minha, para resumir minha "bronca" sem entrar em um longo post cheio de detalhes.

Isso sem falar no braço jurídico da Bethesda. A última é que eles vão processar o criador de Minecraft pelo título de seu próximo jogo, "Scrolls" 'quebrar o trademark' "The Elder Scrolls"...

Isso só gera publicidade negativa e faz a empresa parecer que se preocupa mais com a própria ganância do que com os games em si.

Marcos A. S. Almeida disse...

Lembro de ter jogado Quake a primeira vez através de uma demo. E nela eu e meu vizinho via rede com protocolo IPX , com cabo coaxial (sim, isso mesmo ,rede com cabo coaxial) , ficávamos trocando tiros no salão principal deste jogo.Pra quem não sabe (acho que todo mundo sabe) para selecionar a dificuldade nele tínhamos que atravessar um portal com sua devida dificuldade associada ( quantas vêzes caí na lava do Hard...).No modo multiplayer era possível ficar trocando tiros e atravessando esses portais , sem a necessidade de entrar no jogo principal.Tanta diversão e tantas boas lembranças.Tudo através de uma DEMO.

Breno disse...

Não entendi o porque de eles não liberarem preview do jogo para os jornalistas,pelo fato de previews serem desprovidos de criticas(mesmo quando necessárias)por conta dos jornalistas.

Sobre conteudo exclusivo,vc lembra dos conteudos adicionais de fallout:new vegas?Pois saiba que a versão pirata do jogo ja vinha com todas as regalias das lojas(que só agora eles liberaram como dlc).É triste quando os piratas oferecem serviços melhores que as empresas(sem contar a gratuidade que ai ja e covardia).

Agora concordo com Eder sobre a politica da Bethesda. Os caras não aceitam o minimo de oposição,mesmo que sejam criticas construtivas.Sites como Rpg codex e NMA e um site fâ de star trek (por causa de star trek:legacy)entraram na lista negra deles.O pessoal que posta nos forums deles mal pode citar esses sites,quanto mais criticar um de seus jogos que logo o topico é bloqueado.Por causa disso o site foi carinhosamente apelidado de Bethstapo pelo pessoal do Codex.

Marcos:ja viu alguma versão atualizada de quake.

Marcos A. S. Almeida disse...

Breno, é uma pergunta? Ainda que seja, não entendi.

C. Aquino disse...

Eder, eu tinha me esquecido desta palhaçada jurídica envolvendo a palavra "Scrolls". Menos um ponto para a Zenimax.

Marcos, antigamente havia o conceito de shareware, um programa, como o próprio nome diz, destinado a ser compartilhado. Quake, Doom, Blood, Duke Nukem e tantos outros da id software e da 3D Realms ofereciam uma fatia bem grande do jogo para atiçar os jogadores. Satisfeitos, eles compravam o produto final. E faziam o boca a boca. Hoje as produtoras preferem empurrar tudo só com publicidade, incluindo jogos sofríveis e cheios de bugs.

Breno, no mundo do cinema, quando um filme não é exibido previamente para os críticos é um sinal de bomba a caminho. Não acho que seja o caso de Rage, pois confio no calibre da id software. Deve ser apenas uma política interna da Zenimax. Fico triste em saber que a Bethesda age com truculência em relação às críticas. Será que o Retina Desgastada vai para a lista negra?

Breno disse...

Marcos:no caso eu falei das ãualizações na engine do jogo quake,como por exemplo o darkplaces

Aquino:Só se for criticas negativas mesmo!O jogo Star trek teve uma recepção bem negativa e por isso a birra dos fãs.Ja Fallout 3,para os fãs não tem muita conversa nesse caso de falar que fallout 3 é superior a Oblivion,pois o que eles queriam era um jogo superior a fallout 1 e 2

Marcos A. S. Almeida disse...

Obrigado pela dica Breno!A única modificação para Quake que joguei foi a Action Quake , que por ser totalmente diferente do quake original, não me despertou interêsse. Procurando mais informações sobre a sua dica achei o site Quake Brasil , que contèm uma uma preciosidade chamada bQuake ou Quake brasileiro. Acho que vou voltar ás origens...

Poa Kli-Kluu disse...

Interessantíssimo sua análise dos acontecimentos e atitudes por parte da Bethedas e da Zenimax, Aquino.
Não sabia que Fallout:New Vegas havia sido desenvolvido por uma empresa terceirizada, e isso justifica o que Eder disse, nas decisões do design, deste modo caracterizando Fallout:New Vegas como sendo provido de suas próprias feições que despontam perante Fallout 3.
É muito medíocre a posição do braço jurídico da Bethesda em implicar com o uso da palavra "Scrolls", esse posicionamento direitista devera ser ponderado, pois passa uma péssima impressão da empresa. Eu que era um fã de carteirinha fiquei realmente triste em saber disto, é realmente desmotivador, isso sem contar da implicância deles com os sites de fãs que apenas expressam a opinião pública,e por favor, se as críticas fossem mal fundamentadas, até entenderia, mas opor-se mesmo à críticas construtivas? Céus... Muito bem apontado Breno.
Acredito que o mercado irá opor-se cada vez mais às atitudes de não liberar versão demo de jogos, como já acontece nos filmes; Apenas falta maturidade.
Também acredito no calibre da Id Software, Aquino, mas essa atitude foi muito mal concebida; E deveria mesmo. Muito pode ser agregado ao valor final do jogo liberando a versão demo. Espero que seja realmente tão bom assim; Porém só posso esperar por isso.

Poa Kli-Kluu disse...

Se Retina Desgastada entrasse nessa lista negra eu ficaria fulo; Que isso.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia