Retina Desgastada
Idéias, opiniões e murmúrios sobre os jogos eletrônicos
Comunidade do SteamTwitterRSS

15 de abril de 2010

A Origem de Todo Mal

Dead Space - Martyr (Capa Provisória) Minha coleção de livros relacionados a jogos eletrônicos pode receber mais um exemplar em julho. A Tor Books promete para o meio do ano o lançamento do livro "Dead Space: Martyr", o primeiro título derivado da franquia da EA. O livro revelará muitos mistérios da série ao contar a origem da sinistra religião Unitologia e a descoberta do primeiro Marco. A história seguirá os passos do geofísico Michael Altman, o homem responsável por encontrar o estranho artefato alienígena e o fundador da carismática (e macabra) religião que prega o fim da forma humana como meio de atingir a imortalidade. Mesmo que isso envolva se tornar um dos zumbis espaciais disformes do jogo. "Dead Space: Martyr" se passa duzentos anos antes dos eventos da USG Ishimura e pode jogar um pouco de luz sobre um dos pilares centrais da trama.

E o autor para esta história não poderia ter sido melhor escolhido. Brian Evenson é um escritor de ficção-científica e horror que já foi comparado a Franz Kafka, Jorge Luis Borges, Edgar Allan Poe, William Burroughs e outros. Seus trabalhos frequentemente abordam o conflito de seus personagens em questões morais, epistemológicas e religiosas. Essa preferência não é obra do acaso: o próprio Brian Evenson rompeu com a religião mórmon e abandonou um emprego como professor de faculdade após a polêmica que se seguiu a seu livro de estréia. Ler o livro Altmann's Tongue foi descrito por uma de suas alunas como "ingerir algo venenoso e tentar se livrar desesperadamente disto". Esta mesma aluna demonstrou estar "apavorada" com a idéia da faculdade empregar alguém como Evenson. Outros termos como "escuridão", "degradação" e "violência" foram utilizados para descrever seu primeiro livro.

Repulsa. Kafka. Religião. Se existe alguém mais gabaritado para escrever sobre a Unitologia, que se apresente.

Dead Space caminha a passos largos para se tornar mais do que uma franquia, mas todo um universo ficcional. Quando o primeiro jogo da série foi lançado, ele já foi concebido como uma experiência multimídia. O longa-metragem de animação, Dead Space: A Queda, narrava o processo de infestação da USG Ishimura e os momentos finais da tripulação, antes da chegada de Isaac Clarke e seu time. A revista em quadrinhos, por sua vez, volta mais um pouco no tempo e conta sobre a destruição da colônia de mineração Aegis 7 pela praga mutante desencadeada pela escavação do Marco. Esses dois períodos são abordados no jogo exclusivo do Wii, Dead Space: Extraction, cujo enredo se inicia na colônia e se expande até a USG Ishimura. E em 2011, a EA Games lançará a continuação da série, Dead Space 2, três anos após os eventos abordados no primeiro jogo. Na sequência, Isaac Clarke segue traumatizado pelos acontecimentos anteriores e sofrendo influência psíquica do Marco, quando, em uma densamente povoada estação espacial, o pesadelo recomeça e a praga, assim como a franquia, se alastra...

Ouvindo: Prodigy - Funky Shit
Seu apoio é muito importante! Ajude esse blog a crescer! Patreon

2 comentários:

Marcos A. S. Almeida disse...

É sempre bom ver-mos surgir uma franquia nova no mundo dos games.Infelizmente não são todas ( ou quase nenhuma) que ao longo de toda a série se mantém fiel á história inicial , com desdobramentos lógicos e história cativante e instigante.A maioria se perde em caminhos totalmente diferentes , quando não acabam dando um " reboot" na história de tão sem cabeça que ela ficou.Nada contra os " reboots" , mas acho que se deve fechar uma odisséia para começar outra , ou ao menos manter o mesmo nível durante o desenrolar dos capítulos.
Recentemente tive o prazer de ver 2 animaçoes: Resident Evil:Degeneration e Dead Space - A Queda.A animação de Resident Evil não é das melhores e único ponto positivo é a de se manter fiel á história central da franquia.Já Dead Space: A Queda é uma ótima animação ( pra quem gosta de sangue e violência nos games, é claro), e cumpre muito bem o papel de instigar á quem ainda não experimentou o jogo , ao extermínio das aberrações.E também funciona muito bem como prólogo dos acontecimentos na Ishimura.

Pasqual disse...

Se não fizerem cagada no 2, dead space tem tudo para ser o próximo survival horror a entrar para história dos games. antes dele, resident evil popularizou o gênero, mas na nova geração está mais para survival action, não que esteja ruim, pelo contrário, sou fã da série, mas dead space conseguiu ser o que os fãs antigos de resident esperavam, um survival horror de meter medo, cheio de tensão e claustrofobia. Estou jogando o primeiro, já vi a animação e estou lendo as HQs, e posso dizer que a história é envolvente e cativante, despertando a curiosidade do jogador. Por isso tudo, com certeza irei adquirir esse livro.

Retina Desgastada

Blog criado e mantido por C. Aquino | Seja um patrono!

My Playstation WallpapersXbox WallpapersPC Game Wallpapers

Regalia